segunda-feira, 21 de março de 2016

Concurso PNL «Faça lá um poema»

Informamos que o nosso Agrupamento participou no concurso PNL «Faça lá um poema 2016». Divulgamos alguns dos poemas (patentes na íntegra no decorrer da exposição da Semana da Leitura 2016):

«As cores

A cor amarela
É o Sol, e é tão bela!
A cor roxa
É uma borboleta coxa.
A cor laranja
É um tigre a lamber canja.
A cor rosa
É uma flor mimosa.
A cor azul
É o mar onde eu vou nadar.
A cor branca
É uma cola com tampa.
A cor cinzenta
É uma sombra lenta.

Estas são as cores
Cheias de fantasia
Que me alegram o dia. »
                                                                
                                                                                   Anastasia Melnychuk  
                                                    Nº 2        Turma 2.º1.ª  - EB 1 de Arcena
«Viagens

Andei num carrocel
que era feito de papel.

Andei num avião
que era feito de papelão.

Andei num elevador
que era feito de amor.

Andei numa andorinha
que era feita com uma linha.

Andei numa canoa
que era feita de broa.

Depois de tanto viajar
fechei o livro e fui jantar.»

                                                                                      Rodrigo António
                                                                EB1 de Arcena - Turma 3.º 2.ª
«Os reis

Aqui está D. Afonso Henriques
O grande conquistador
Depois vem D. Sancho I
Que era o povoador

Eles são filho e pai
Mas não lhes sai o cai cai!
Conquistaram várias terras
Com muitas guerras

Agora vem o gordinho
E ainda o capelinho
São amiguinhos
Ou são tontinhos?

Vamos ver
O bolonhês
É divertido a valer
Um, dois, três

Vamos agora
Mais para a frente
Com o justiceiro
Mas será que era o feiticeiro?

Vem ainda
O formoso
Com boa pele
E muito vaidoso

Aqui fica uma parte
Da dinastia Afonsina
Muito bonita
Mas um bocado pequenina.»


Alexandra Crispim, 4º 1ª - EB1 de Arcena

«Luar

-Ó linda princesa, Que a lua tenha inveja 
Do reluzir dos teus lindos olhos.

-Que a noite tenha inveja, 
De ser comparada ao teu cabelo Que sobressai entre um milhão de estrelas.

- Que as flores tenham inveja, 
De serem apenas um ser Que se deixa tocar pelas tuas mãos.

- Que as nuvens tenham inveja, 
De serem a segunda coisa mais macia, A seguir às tuas mãos.

- Que o som tenha inveja, 
Da tua voz de sereia Que abafa as outras a Km de distância.»
                                   
Diogo Silva - 8º C

Sem comentários:

Enviar um comentário